BLOG

    Empreendedorismo, ciência e tecnologia

    Engenharia no Agronegócio

    Como a Engenharia é capaz de auxiliar no Agronegócio

    O agronegócio é o principal responsável pela economia brasileira, sendo assim é de suma importância a busca de inovações a fim de garantir menor desperdício possível no cultivo e na coleta.

    Por conta disso, Engenheiros assumiram um papel importante nas últimas décadas para desenvolver aplicações modernas de maquinaria, com o intuito de contribuir para o aumento do cultivo do solo – reforçando o processamento de alimentos, fibras e combustíveis provenientes de culturas agrícolas.

    A ajuda dos engenheiros mecânicos é pelo fato de que estas máquinas agrícolas se tornaram mais modernas, mais confiáveis e mecanizadas. Desta forma, certas tendências vêm sendo cada vez mais implementadas no meio rural, como:

    • Agricultura de precisão: Visa utilizar tecnologias para extrair da lavoura, do solo e clima, informações úteis para posteriormente planejar uma possível mecanização e automação. Outra tecnologia aliada é o mapa de produtividade orientado por satélite;
    • Máquinas autônomas: Consistem em máquinas que utilizam, através de GPS e conexões à internet, o uso de pilotos automáticos capazes de percorrer os trajetos sem a presença do ser humano;
    • Drones: Por serem capazes de capturar várias fotos, os drone se tornam essenciais para extrair informações sobre possíveis erros na linha de produção e auxiliar no controle de pragas.

    A engenharia está presente na agronomia desde as pequenas coisas, como o arame, até coisas gigantes como as colheitadeiras de cana-de-açúcar. E esta história não é recente, pois a engenharia sempre deu suporte à agricultura com meios de irrigação, jeitos de preparar a terra para o plantio, estruturas para reter os animais e para armazenar os alimentos.

    Mas o que chama a atenção é a automatização que está presente no campo nos dias de hoje, podemos trazer como exemplos:

    • A ordenha robotizada: onde o trabalho manual fica somente na manutenção e limpeza do maquinário. Existem alguns, mas um exemplo é a de Castro-Paraná, onde as vacas têm um colar magnético que ajuda a manter o controle de quanto a vaca está produzindo e consumindo. O legal deste processo é que funciona 24h por dia e é a vaca que escolhe o horário que quer retirar o leite;
    • Irrigação automática: são utilizados sensores de umidade, assim, quando a umidade do solo atinge um determinado valor, o sistema de irrigação no plantio é ativado;
    • Tratores e maquinários autônomos: os tratores e as máquinas já eram indispensáveis por darem um grande auxílio aos agricultores, agora, devido à conexão de ambos com os satélites, passaram a otimizar ainda mais os trabalhos agrícolas, pois não necessitam de humanos para conduzi-los e ainda possuem uma alta precisão, a qual um motorista não conseguiria alcançar. No quesito do plantio, eles também possuem um alto desempenho, pois associam os dados geográficos e do solo ao número e local das sementes de maneira que é plantado a quantidade e a localidade para maximizar o plantio.

    Além dessas, existem muitas outras automações e desenvolvimentos na área da engenharia na agricultura, se souber algum fato interessante, deixe nos comentários.

    Gostou do conteúdo? Compartilhe!

    Últimos posts:

    A Importância de Empreender. 

    Definição      Empreender é o esforço para solucionar problemas e criar serviços alternativos de forma inovadora no mercado. Como o empreendedorismo

    Engenharia no Agronegócio

    Como a Engenharia é capaz de auxiliar no Agronegócio O agronegócio é o principal responsável pela economia brasileira, sendo assim

    Motivos para prototipar

    Porque você deve ter uma etapa de prototipação no desenvolvimento do seu produto? Você já se perguntou se o seu